Balada Sertaneja FM
Facebook
Joaquim Távora, 15 DE DEZEMBRO DE 2019







    NOTÍCIAS  
  APOIO:
 
Vereador quer reduzir o próprio salário em 70% no interior do Paraná e causa polêmica

O vereador de Ribeirão Claro, Marcelo Baggio Molini, surpreendeu a cidade do Norte Pioneiro ao postar nas redes sociais que quer reduzir o salário dos parlamentares, de R$ 5,027 mil bruto para R$ 1,5 mil, prometendo uma economia anual de R$ 403 mil. Internautas apoiaram, mas a forma com que o parlamentar trouxe o assunto à tona gerou criticas de outros parlamentares, que questionaram o interesse político na inciativa.

“Simplesmente colocaram uma ideia na rede social para fazer populismo e politicagem, tentando ganhar popularidade de uma maneira que não convém com a realidade do que fazem na Câmara. Há menos de dois anos, tive que enfrentar uma situação difícil, porque eles  queriam o 13° salário e ameaçaram entrar na justiça para isso acontecer”, reclamou a presidente da Câmara Municipal de Ribeirão Claro, Eliana Cortez da Silva, em entrevista nesta terça-feira (19).

Já o vereador Marcelo disse esperar esse tipo de reação, mas negou qualquer politicagem na proposta, que ainda precisará ser levada à Câmara. “Vou apresentar a proposta nesta semana. Já conversei com alguns vereadors e cheguei a essa conclusão devido a atual situação do país. Diante disso, com queda de receita e tudo mais, sabemos das dificuldades ne precisamos economizar. Já é o meu segundo mantado como vereador. Eu estou querendo baixar o salário dos vereadores, porque quero o crescimento da cidade, não me preocupo se serei eleito ou não”, descreveu.

Ainda, o vereador defendeu que não se elegeu pensando em filantropia ou salário alto. “Vereador não é um emprego fixo. A função do vereador não é fazer filantropia. O que a gente tem que fazer é dar condições às pessoas, ajudar a cidade a crescer, ai sim vamos ajudar a população, gerando mais empregos”, apontou.

Por outro lado, a presidente da Câmara disse que é preciso ter cuidado com as falsas promessas. “Há menos de um ano para as eleição, colocam esse tipo de coisa para chamar a atenção. Quem apresenta esse tipo de mudança é a Comissão de Finanças. Tem que se sentar e ser conversado, não se fazer populismo. Eu não vivo do salário de vereadora. Não estão fazendo isso porque são bonzinhos e querem diminuir os gastos dos municípios. Querem pensar na reeleição e atingir a Câmara Municipal”, concluiu.

O projeto deverá ser levado oficialmente à Câmara nos próximos dias, onde será avaliado pelos vereadores locais, certamente com uma participação também da população.

2019-11-20 10:42:20







-








Todos os direitos reservados 2019 – BALADA SERTANEJA FM  | Política de Privacidade